Shang Tsung e outros personagens são revelados para Mortal Kombat 11

O feiticeiro chega dia 18 de junho para todas as plataformas

A Netherrealm Studios acaba de revelar um trailer recheado de informações de Mortal Kombat 11. No vídeo, além da revelação do gameplay do clássico personagem Shang Tsung, temos a confirmação de que Sindel, Nightwolf e Spawn também estarão disponíveis futuramente. Além destes, outros dois personagens ainda serão revelados.

O feiticeiro chegará no dia 18 de junho, para quem possui o Kombat Pack, que concede acesso antecipado aos lutadores. Sub-Zero, Scorpion e Noob Saibot também terão suas roupas clássicas liberadas através do Klassic Arcade Ninja Skin Pack. Confira o trailer abaixo:

 

Mortal Kombat 11 já está disponível para PS4, XBox One, PC e Switch.

The Avengers Project: jogo baseado na franquia dos cinemas estará na E3 2019

Parece que faz uma eternidade, mas foi ainda no mês passado que a Marvel fechou a série de filme dos Vingadores, com Avengers: Endgame, maior blockbuster do século que, como que usando a manopla do Thanos, aniquilou recordes universo afora. A poeira ainda não assentou e foi anunciado que o game da série de maior sucesso da história dos super heróis no cinema estará na E3 deste ano.

O anúncio foi feito pelo perfil oficial dedicado à franquia Avengers, no Twitter, e será revelado na E3 2019, que começa dia 11 de junho.

Desenvolvido pela Square Enix (Final Fantasy, Kingdom Hearts) em conjunto com a Crystal Dynamics – que já trabalharam juntos na série Tomb Raider -, o game, anunciado com um teaser, ainda em 2017, e com pouquíssimos detalhes a respeito, será apresentado na própria conferência da Square no evento anual de Los Angeles.

Em 2018, Scot Amos, uma das cabeças pensantes da Crystal Dynamics, disse que o estúdio está comprometido com o desenvolvimento do “Avengers Project”. “Estamos sempre procurando adicionar desenvolvedores incríveis aos nossos melhores talentos.”

Veja o teaser de lançamento, revelado em 2017:

Death Stranding chega para o PS4 em novembro

Depois de muito mistério, temos mais algumas informações sobre o game

O próximo jogo de Hideo Kojima (Metal Gear) será liberado dia 8 de novembro exclusivamente para o PlayStation 4. Após anos de espera, especulações e muitas dúvidas, podemos finalmente conferir mais um trailer do aguardado lançamento. Confira abaixo:

Vale ressaltar que além de Kojima, Norman Reedus ( The Walking Dead), Mads Mikkelsen (Hannibal) e Guillermo del Toro ( O Labirinto do Fauno) também estão envolvidos no jogo. A pré venda já está disponível, caso você tenha se interessado.

Veja o trailer oficial de “Sonic The Hedgehog”

Live-action estréia em novembro

Foi divulgado, na manhã desta terça-feira (30), o primeiro trailer oficial do longa Sonic The Hedgehog.

O live-action do azulzinho mais veloz dos games inclui o ator Jim Carrey que interpreta o vilão Dr Ivo Robotnik.

O longa deve estrear no Brasil em 14 de novembro.

Ragnarök está de volta! Sucesso dos anos 2000 chega aos celulares

Game foi amigável até com máquinas menos potentes, mas agora vai exigir um pouco mais do seu smartphone.

Um dos primeiros MMORPG a fazer sucesso entre os brasileiros, em meio ao boom da internet no início da década passada, Ragnarök está de volta com uma versão voltada para o público mobile. Ragnarök M: Eternal Love, disponível para Android e iOS, promete agradar aos antigos fãs e também ao público mais novo, que talvez nunca tenha ouvido falar do game.

O título da Gravity Co. sempre foi amigável ao jogadores, principalmente para mercados emergentes, como o Brasil, que, por ser leve, rodava em quase qualquer PC doméstico.

Agora, as coisas mudaram um pouco. Lançado há quase 17 anos, apesar do tamanho reduzido, o jogo original trouxe gráficos cartunescos divertidos. Essa experiência nostálgica está mantida, mas aperfeiçoada para os smartphones.

Os arquivos para download nas lojas de aplicativos da Google e da Apple têm 1.4GB e 2.1GB, respectivamente, tomando boa parte do espaço de armazenamento e deixando alguns players de fora.

O jogo é free-to-play, ou seja, você não paga nada para jogar. Contudo, há microtransações in-game para compra de equipamentos e melhorias, cosméticas ou não. Apesar de facilitar o progresso, se optar por não gastar um centavo com as compras no jogo, você ainda terá acesso a 100% da experiência do jogo.

Vale pela nostalgia dos bons anos de internet de volta?

Red Dead Redemption 2: Arthur Morgan será o único protagonista do game

O sonho de viver, mais uma vez, como John Marston é natimorto.

Contrariando os sonhos de muitos, a Rockstar Games jogou o balde de água e disse que o novo título de sua série de faroeste não terá múltiplos protagonistas, como aconteceu em GTA V.

O recurso de troca de protagonistas, que foi apresentado no título de sucesso de 2013, e que deixou a comunidade impressionada, não será reaproveitado em Red Dead Redemption 2, e Arthur Morgan será o único personagem “jogável”, disse Josh Bass, diretor de arte do estúdio Rockstar San Diego, um dos principais braços da produtora.

“Nos mantermos com apenas um personagem pareceu mais apropriado para a estrutura e narrativa do Velho Oeste”, contou Bass. “Arthur vive e luta ao lado dos outros membros da Van der Linde Gang, e eles são um grupo de personagens bem resolvidos, que têm relacionamentos uns com outros e com Arthur.”

“Mas esta é a história de Arthur e estamos colocando os jogadores na sua pele, enquanto ele e a gangue lidam com a rápida mudança no mundo”, continuou. O game se passará no final do século 19, época em que a industrialização e os esforços da lei acabavam com as poucas gangues de foras-da-lei que ainda vagavam pelas zonas rurais dos Estados Unidos.

rdr2-arthur3
Arthur Morgan é o novo protagonista da série (Imagem: Reprodução / Rockstar)

Com isso, os fãs podem esquecer do sonho de viverem, mais uma vez, a vida de John Marston, protagonista do jogo de 2010. Apesar disso, ainda há muito o que esperar do game, que chega dia 26 de outubro.

Review: Marvel’s Spider-Man é o jogo definitivo do Aranha

Após alguns acertos aqui e vários erros ali, finalmente temos um jogo que irá agradar tanto aos fãs mais devotos como aqueles que querem apenas uma diversão casual. Venha conferir conosco o que achamos da empreitada Sony/Marvel no PS4.

Ambientação

A Nova York da Marvel é incrível! Uma cidade viva, com eventos acontecendo a todo momento. As pessoas interagem umas com as outras e reagem à presença do Homem-Aranha. Seja de manhã, ao entardecer ou de noite, cada momento do dia tem o seu charme e garante visuais deslumbrantes. Os gráficos são um dos mais realistas desta geração, o que ajuda na crença de que mesmo com suas individualidades, o mapa foi baseado em um local real.

E falando em tais individualidades, é muito legal poder balançar para todos os lados e visitar locações como a Torre dos Vingadores (você desbloqueia um troféu por visitar o topo deste lugar) ou o Sanctum Sanctorum. Além do escritório de advocacia de Matt Murdock. Mas como apenas passar por lá não é o bastante, o game ainda conta um objetivo de tirar fotos destes e de outros lugares famosos de Manhattan. E fazendo isto, você ainda coleciona tokens que ajudam a melhorar seus trajes e equipamentos.

Contudo, algo no game que pode tirar o jogador da imersão é a dublagem. Esta não é necessariamente ruim, mas em alguns momentos chave a falta de sincronização é evidente, além de que em determinado momento épico das cutscenes tivemos um problema sério com o áudio. Os efeitos sonoros pararam de ser reproduzidos, apenas as vozes e a música continuaram. Coisas como o som de socos ou o teioso balançando de um lado para o outro não puderam ser ouvidos. Tal problema foi arrumado quando mudamos a língua do console para inglês. E aí está outro problema, a língua falada segue o idioma do PS4, sem a possibilidade de troca. Além do nome dos personagens não terem sido transpostos para o português. O Rei do Crime não é o Rei do Crime, mas sim o Kingpin. Uma decisão curiosa, no mínimo…

Marvel's Spider-Man_20180909174548

Jogabilidade

O maior problema de Spider-Man é ter vindo depois da série de jogos Batman: Arkham. Claro que o game do cabeça de teia possui suas próprias características, mas ainda não consegue competir com Arkham Asylum e os outros. Vários comandos envolvem apertar e segurar um determinado botão, o que em certos momentos é pouco responsivo e pode fazer você perder um combo de 200 acertos, como aconteceu conosco. Porém, de um modo geral, ainda é bastante divertido, e as finalizações de inimigos apesar de serem poucas, são visualmente deslumbrantes.

Já a movimentação pela cidade é espetacular! O foco da Insomniac em fazer o jogador estar sempre em movimento, sem desacelerar é notável. Em alguns raros momentos ficávamos travados, mas isto era devido a falta de prática, não a um gameplay mal desenvolvido. Uma dica que já podemos adiantar, adquira a habilidade de fazer manobras enquanto viaja com a teia, você ganha algum XP e de quebra é bastante divertido ficar rodopiando para todos os lados. E falando em viajar, o modo viagem rápida está presente no game, porém recomendamos que a use apenas para receber um troféu disponível e assistir as animações que são bem engraçadas.

Marvel's Spider-Man_20180909174811

História

Uma história perfeita! É isto que temos a dizer. Quando os desenvolvedores não tem que que ficar presos ao enredo de um filme para criar o jogo, o resultado é nitidamente outro.

Aqui temos um Peter há 8 anos como o Aranha e já possui uma vasta gama de inimigos. O primeiro deles é Wilson Fisk, que cumpre bem o seu papel na trama, mesmo sendo derrotado no começo do jogo, é a prisão dele que desencadeia todos os próximos eventos. Além dele temos também Electro, Shocker, Abutre e muitos outros. Não iremos entrar  em detalhes para não estragar a surpresa, mas se você quer vilões, este jogo entrega.

Mas nem só de inimigos é feito um bom herói. Algo interessante adicionado foi a possibilidade de jogar com Mary Jane e Miles Morales. Estes dois possuem uma pegada mais furtiva, e nem por isso o clima de tensão cai quando os controla. Várias pessoas tinham suas dúvidas sobre o uso de tais personagens, nós inclusive. Porém, nenhum dos nossos medos se concretizou.

Outro tópico bem legal do game, as skins. Aqui elas não são apenas itens cosméticos, cada traje possui uma habilidade única que pode ser útil em determinado momento da história. Porém, tais habilidades não se limitam apenas àquela roupa. É possível usar o uniforme clássico com a skill da roupa 2099, por exemplo. Nossa dica aqui é ficar atento a quais trajes você quer adquirir, pois nem todos são desbloqueados ao decorrer do jogo ou por meio de side quests.

E falando nelas, aqui você terá muita coisa para fazer. Desde caçar a Gata Negra, até derrubar esconderijos dos capangas do Fisk. Fazendo tais missões, é possível acrescentar mais umas boas horas de jogatina, além das 20 horas já existentes da história central.

Marvel's Spider-Man_20180909175058

 

No geral, Marvels’s Spider-Man é um jogo lindo, com história impecável e gameplay igualmente bom. Recomendamos a qualquer pessoa adquirir, pois vale o investimento. Agora é aguardar a continuação, pois com o sucesso deste game ela com certeza irá acontecer, e nós agradecemos!

Nota: 9

Marvel's Spider-Man_20180909174136

Dia do sexo: 5 jogos em que se agasalha o croquete

Tá danadinho para saber, né? A lista só tem jogão, vale a pena pela história também.

* Com ajuda de Carlos Maximiano.

Vídeogames nunca foram produtos exclusivamente para crianças. Sim, é verdade, o mercado e os setores de marketing se aproveitaram da inocência infantil e do coração mole dos pais para vender. Mas o fato é que muitos títulos sempre trouxeram temáticas pesadas, ou difíceis de digerir. Quando mais novos, jogávamos pela diversão. História era plano de fundo.

Com o tempo, fomos nos envolvendo com as narrativas e tudo que elas traziam, como o amor, a violência, temas de interesses sociais e, claro, o sexo. Alguns acrescentam este último como parte do enredo, de forma natural, como tem de ser. Outros, exageram na mão, beirando à apelação.

Não vamos abordar os jogos assumidamente eróticos ou pornográficos, mas sim aqueles em que o recurso é um plus na história. Vamos falar um pouco sobre os mais famosos?

GOD OF WAR (Sony)

Kratos, além de deus da guerra, é um mestre na fornicação. O deicida, ao longo da série, usa o sexo como uma fuga de seus problemas psicológicos – sim, como todos os líderes excêntricos, ele sofre de tointoin.

Aqui, é um dos casos de exagero. Apesar dos ótimos títulos, a Sony pesou a mão e calejou muita gente com quick time events para passar pelas cenas de sexo. Mas, poxa, era Grécia Antiga!

ASSASSIN’S CREED: BROTHERHOOD (Ubisoft)

Nesse grande título da franquia caça-níquel da Ubisoft, a cena é mais natural. Se encaixando bem na narrativa, o momento acrescenta um ar de romance e dá uma certa vulnerabilidade a Ezio.

MASS EFFECT: ANDROMEDA (BioWare)

Último título lançado da franquia, Mass Effect: Andromeda foi criticado por suas animações, apesar do excelente enredo. Mas isso é assunto para outra abordagem. O fato aqui é que você pode desenvolver relacionamentos poligâmicos, com vários tipos de espécies e orientações. O que faz sentido, uma vez que seu personagem é um viajante intergalático.

E, no meio desses relacionamentos desenvolvidos ao longo das missões, há algumas válvulas de escape para descompressão e aliviar todo estresse das longas missões espaciais: coito.

THE WITCHER 3: WILD HUNT (CD Projekt Red)

Os bruxos de de Kaer Morhen são insaciáveis e, durante a trama, entre prostituas e sucubas, Geralt se envolve com algumas feiticeiras que conheceu ao longo de sua jornada, inclusive nos dois primeiro títulos da série.

Entre as cenas, inclui uma com o grande amor de sua vida, Yennefer, sobre um unicórnio. É um excelente jogo, mas eu não sei o que pensar.

GRAND THEFT AUTO (Rockstar Games)

Em GTA você é um (ou vários) bandido, que vive ao limite o estilo de vida fora da lei. Entre fugir da polícia e até outros vilões, tão ou mais perigosos que você, roubar bancos, assassinatos e crimes de oportunidade, o protagonista precisa se aliviar da tensão.

Por toda a série, é possível visitar ou contratar prostituas. No seu carrinho, em um beco, ou no quarto, o clima esquenta.

[BÔNUS] THE SIMS (Electronic Arts)

O simulador de vida leva ao pé da letra, apesar do mundo extremamente fantasioso. Entre as inúmeras interações e convenções sociais, quando o clima de romance surge, está sempre ali a opção Oba-oba, onde os sims se dirigem à cama, moita ou ao armário mais próximo para um momento mais íntimo.

Além de humanos, ETs e vampiros, recentemente, os adolescentes também ganharam a opção “ficar na brincadeira”. Sem contar, ainda, que por ser um game originariamente para PC, a comunidade modder faz a festa em cima para retirar a censura e deixar as cenas explícitas.

MENÇÕES HONROSAS

Far Cry 3 (Ubisoft), Heavy Rain (Quantic Dream), Duke Nukem Forever (Gearbox Software), Alpha Protocol (Sega).

***

E você, qual o jogo mais te pegou de surpresa no rala-rala? Seus pais estavam na sala na hora?

Rumores confirmados: Henry Cavill será estrela de “The Witcher”, da Netflix

Mais de um ano depois, temos novidades empolgantes sobre a produção!

Em maio de 2017, a Netflix anunciou a aquisição dos direitos para produzir uma série baseada nos contos Andrzej Sapkowski, dos anos 80, sobre o bruxo Geralt de Rivia, The Witcher. Desde então, rumores começaram a correr sobre quem interpretaria o personagem principal na adaptação da gigante dos streamings.

No último mês, o nome de Henry Cavill ganhou força, tanto entre a mídia especializada quanto com o público e fãs da série, que aprovaram a proposta. Hoje, a companhia do Vale do Silício confirmou os rumores com poucas palavras.

Henry Cavill, como a maioria o conhece, é o Super Homem da DC. O ator já se declarou grande fã dos contos originais poloneses. Contudo, a série será baseada nos games, que são o que tornaram o bruxo mais conhecido, apesar dos livros serem cultuados no leste europeu. A produção contará, inicialmente, com oito episódios.

Além do ator, um time de peso vem sendo montado para começar a rodar as filmagens. Lauren Schmidt Hissrich (Daredevil, The Defenders, Umbrella Academy) é o produtor executivo, roteirista, showrunner, e um dos diretores. Alik Sakharov (House of Cards, Game of Thrones) também será produtor executivo, e dirigirá quatro episódios, incluindo o piloto. Alex Garcia Lopez (Luke Cage, Daredevil, Utopia, Fear the Walking Dead) e Charlotte Brandstrom (Starz’s Outlander, Counterpart) dirigirão, cada um, dois episódios.

O próprio autor da série, Andrzej Sapkowski, e Tomasz Bagiński, diretor de algumas cutscenes da série de games, também estarão envolvidos na produção como consultores criativos.

thewitcher-henrycavill
Fanart conceitural, feita por BossLogic, assim que os rumores começaram a surgir.

Geralt de Rivia, o bruxo

The Witcher é uma série de contos sobre um bruxo caçador de monstros, que entre seus combates se apaixona por uma feiticeira, chamada Yennefer, e encontram em Ciri a filha que ambos nunca tiveram. Nessa saga fantasiosa, uma incrível história de família é contada, com inúmeros personagens carismáticos e plot twists para deixar qualquer enredo muito mais interessante.

Os livros viraram uma trilogia de games, da igualmente polonesa CD Projekt Red, onde o último título, The Witcher III: Wild Hunt (PS4, Xone, PC), bateu recordes, se tornando o jogo mais premiado da história.

The Heist: primeiro DLC de Marvel’s Spider-Man para PS4

Foi anunciado hoje, dia 3 de Setembro, o primeiro DLC de The City Never Sleeps.

The Heist, a primeira parte, contará com a participação da Mulher Gato e será lançado oficialmente no dia 23 de Outubro.

Os próximos DLCs devem sair em Novembro e Dezembro ainda deste ano.

Você pode conferir o teaser a seguir:

Spider-Man lança dia 7 de Setembro, sexta-feira, e é exclusivo para Playstation 4.