Homem-Aranha: Longe de Casa ganha primeiro trailer

O trailer de um dos filmes mais esperados de 2019, Homem-Aranha: Longe de Casa, foi divulgado pela Sony Pictures. Nele podemos ver o teioso tentando derrotar os Elementais com a ajuda de Mystério (Jake Gyllenhaal), vilão clássico do super herói, além do início do romance de Peter Parker (Tom Holland) com M.J. (Zendaya).

Quem estava esperando que o trailer desse alguma indicação do que poderia acontecer em Vingadores: Ultimato, ficou decepcionado: a única coisa revelada é o que já sabíamos, que personagens que foram dizimados por Thanos estão vivinhos da silva. O trailer mostra não só Peter, mas também Nick Fury (Samuel L. Jackson), que teve tempo apenas de chamar a Capitã Marvel (Brie Larson) antes de virar pó.

Foram lançados dois trailers com cenas e montagens diferentes. Confira:

 

 

Homem-Aranha: Longe de Casa chega aos cinemas brasileiros dia 5 de julho de 2019.

 

 

Warner divulga o trailer estendido de Aquaman!

E lá vem ele, o rei dos sete mares: o Aquaman!

Hoje, a Warner divulgou no novo trailer estendido desse filme que promete muito. Em meio a tantas repercussões sobre um possível reboot do universo da DC Comics, nosso querido Jason Mamoa (Game of Thrones) protagoniza essa história que parece ir muito bem. Assim como foi com os filmes da Mulher Maravilha, Aquaman tem gerado muita expectativa nos fãs e o trailer só veio para aguçar ainda mais nossa curiosidade.

No trailer é possível ter uma noção abordada a história do Aquaman que é filho da rainha Atlanna – interpretada por Nicole Kidman (Os Outros) –  e de um humano -Tomuera Morrison (Lanterna Verde) – que divido entre seus dois mundos embarca em uma jornada para se tornar rei de Atlândia.

A companheira de aventuras do Aquaman também aparece no trailer com seus cabelos vermelho garantindo o seu  papel importante na história do herói. Estamos falando da Mera interpretada por Amber Heard (A Garota Dinamarquesa). Se você não sabe muito sobre a história dos quadrinhos, a Mera também é uma heroína do universo da DC muito poderosa além de ser o par romântico do Aquaman!

Ao contrário do que imaginava nos, especuladores, o antagonista desse filme não vai ser o Arraia Negra – interpretado por Yahya Abdul-Mateen II (Baywatch)-, mas sim  o meio irmão de Aquaman: Orm que será protagonizado por Patrick Wilson (Invocação do Mal).

No mais, vamos ter que esperar a estreia desse filme, no dia 13 de dezembro desse ano, para sabermos mais sobre como a Warner adaptou essa história.

Enquanto isso ficamos apenas com a sinopse oficial e esse novo trailer que vocês podem conferir aqui !

 

Sinopse oficial: “O filme revela a história de origem do meio-humano, meio-Atlante Arthur Curry, levando-o na jornada de sua vida — uma jornada que vai forçá-lo a não só encarar sua verdadeira identidade, mas também a descobrir se ele tem o que é necessário para ser… um rei”.

Sequência de “Um Lugar Silencioso” já tem data de lançamento

Filmes foi grata surpresa de 2018.

Um dos filmes mais elogiados, “A Quiet Place”, lançado em 6 de abril deste ano e produzido por Michael Bay, surpreendeu os fãs de suspense com uma trama intimista. Com uma média de 82 pontos do Metacritic, site que compila críticas de diversos portais e mídias especializadas, o longa teve um orçamento de US$21mi, fazendo US$332mi nas bilheterias mundiais. Sucesso imediato, logo se começou a ventilar uma possível continuação, que foi confirmada para 15 de maio de 2020.

O drama sci-fi psicológico, dirigido, roteirizado e estrelado pelo versátil John Krasinski (“The Office”, “13 Hours”, “Jack Ryan”) conta a história de uma família que vive em um mundo pós apocalíptico, onde criaturas alienígenas, cegas, que caçam guiadas pela super audição que possuem, dizimaram boa parte da população da terra. Por essa razão, o que restou do mundo vive em completo silêncio.

Além de Krasinski, o filme ainda tem no elenco Emily Blunt, esposa real do diretor, como a matriarca, e os atores Millicent Simmonds e Noah Jupe, como filhos do casal, que lutam para se manterem vivos em um ambiente extremamente hostil, enquanto o pai busca formas de se comunicar com outros sobreviventes.

aquietplace_john
John Krasinski e “seus filhos”, Millicent Simmonds e Noah Jupe (Imagem: Reprodução)

Não se sabe se o elenco original estará na sequência. O que foi visto no primeiro filme, é um universo muito grande a ser explorado, com muitas histórias para contar. Contudo, é esperado que Krasinski esteja de volta, ainda como roteirista.

EDITADO ÀS 17h15, DE 30 DE AGOSTO:

John Krasinski confirmou, sim, que a nova trama será baseada em novos personagens, e não na mesma família do filme original.  “O que eu adorei no filme, foi que minha cabeça ficou se perguntando, enquanto o fazíamos, quem eram aquelas pessoas nas outras fogueiras, quando o pai acendia a fogueira e outras surgem ao longe”, disse o diretor. “Como aquelas pessoas sobreviveram? Como aquele velho sobreviveu?”

“Na situação extrema em que essas pessoas vivem, não há espaço para se pensar nisso. Eles estão lá, aparece um velho que vai gritar, e eles têm de lidar com isso. Acho que seria interessante ver o que está acontecendo em outro lugar, ao mesmo tempo”, finalizou.

Zumbilândia 2 ganha data de lançamento

Sequência chega em 2019

A sequência de Zumbilândia chega dia 11 de outubro de 2019, segundo o Exhibitor Relations. A segunda parte contará com o elenco original do primeiro longa: Woody HarrelsonJesse Eisenberg, Emma Stone e Abigail Breslin.

A história mostrará o grupo indo da Casa Branca até o centro dos Estados Unidos e encarando novamente os zumbis sedentos pelo caminho. O roteiro fica por conta de Paul Wernick e Rhett Reese, que trabalharam no primeiro filme, além de Deadpool e Deadpool 2.

Zumbilândia foi um sucesso comercial, arrecadando US$102 milhões com um custo de apenas US$ 24 milhões. E também é um grande sucesso na opinião da crítica especializada e do grande público.

Dia Mundial do Rock: 10 filmes que tratam sobre o assunto

Com certeza, muitos outros filmes ficaram de fora.

Em homenagem ao Live Aid, megafestival que aconteceu em 13 de julho 1985, com diversos artistas da cena rock do mundo em prol de pessoas em situação de fome na Etiópia, a data ficou eternizada – pelo menos no Brasil – como Dia Mundial do Rock.

No Brasil por que, em todo o resto do mundo, ela é completamente ignorada. Dia de rock é todo dia, bebê! Por isso, que tal preparar os fones de ouvido e a pipoquinha para curtir algumas produções audiovisuais dedicadas ao estilo musical que mantém gerações vivas?

Anote aí!

ROCK STAR (2001)

Ambientado nos anos 80, o filme traz como protagonista Mark Wahlberg, que interpreta Chris Cole, um aspirante a astro do rock que vê sua vida mudar após Bobby Beers (Jason Flemyng), vocalista de sua banda favorita, e da qual ele tinha um grupo cover, Steel Dragon, ser expulso.

Ao lado de grandes músicos de vida real, como Jason Bonham (Led Zeppelin, UFO) e Zakk Wylde (Black Label Society, Ozzy Osbourne), Chris finalmente sente o gostinho da vida de rockstar que sempre quis. Jennifer Aniston também está no elenco.

SING STREET (2016)

Mais um ambientado nos anos 80. Nesse, em sua cidade do interior irlandês, Conor Lawlor (Ferdia Walsh-Peelo) quer conquistar o amor da sua vida: Raphina (Lucy Boynton).

Para tentar ter sucesso no objetivo, ele a convida para participar do clipe da sua banda, Sing Street. O problema é que ele ainda não faz parte dela.

ALMOST FAMOUS – Quase Famosos (2000)

Um dos filmes mais lembrados quando o assunto é rock and roll, o filme segue William Miller (Patrick Fugit), jovem de 15 anos e crítico musical para a Rolling Stone, que acompanha uma turnê da banda Stillwater pelos Estados Unidos.

A produção é baseada na história pessoal do diretor Cameron Crowe, que foi um jornalista e acompanhou bandas como Allman Brothers, Led Zeppelin, Eagles e Lynyrd Skynyrd e tem ainda Kate Hudson, no papel da sugestiva Penny Lane.

A trilha sonora original do filme, composta pela banda fictícia, ficou famosa e teve seu relativo sucesso.

DETROIT ROCK CITY – Detroit a Cidade do Rock (1999)

O plano de fundo aqui é a própria banda Kiss, uma vez que uma das músicas do grupo dá nome ao filme. Nele, quatro adolescentes, fãs dos nova-iorquinos, têm uma banda cover e tentam de tudo para ver seus ídolos ao vivo.

A produção é ambientada em 1978 e tem participação memorável dos membros Kiss como eles mesmos, e trilha sonora tem ainda bandas como AC/DC, Black Sabbath, Van Halen, Pantera e Blue Öyster Cult.

FRANK (2014)

Excentricidade. John Burroughs (Domhnall) sonha em ser tecladista em uma grande banda. Um acidente o coloca no caminho dos Soronprfbs, uma banda de rock e pop que tem um frontman meio esquisito.

Frank (Michael Fassbender) jamais tira sua gigante cabeça artificial, seja para comer, tomar banho ou dormir. Mais ou menos o que imaginamos que aconteça com o Daft Punk.

SCOTT PILGRIM VS. THE WORLD – Scott Pilgrim Contra o Mundo (2010)

Em Toronto, no Canadá, Scott é o baixista da banda Sex Bob-omb e namorado de Knives Chau, para quem ele não ligava muito, até que se apaixona por Ramona Flowers.

Para manter o relacionamento com Ramona, Pilgrim descobre que terá que derrotar todos os seus sete ex-namorados e namoradas. Um por um. Cada um de uma maneira diferente.

É tão doido como se pode imaginar.

SCHOOL OF ROCK – Escola de Rock (2003)

Jack Black sempre caminhou nesse limiar entre a música e o cinema. E neste musical ele é Dewey Finn, um roqueiro frustrado após ser expulso de sua banda, No Vacancy.

Desempregado, ele vê uma oportunidade de ser um professor impostor em uma escola conservadora de alta classe. Lá, enxerga em seus alunos, por volta dos 10 anos de idade, a oportunidade de montar uma banda e participar da “Batalha das Bandas”, e então se provar o astro do rock improvável que todos duvidavam.

A trilha sonora é recheada de clássicos e foi, inclusive, indicada ao indicada ao Grammy.

THIS IS SPINAL TAP – Isto é Spinal Tap (1984)

Esse mockumentary apresenta ao mundo a banda britânica fictícia de heavy metal Spinal Tap. O produtor Marty Di Bergi (Rob Reiner, diretor do longa) decide filmar os bastidores da turnê da banda, mas nem tudo é glamouroso como a vida de rockstar parece ser.

Durante a tour, a banda sofre com diversos problemas internos e conflitos de egos, que a levam à beira do fim, com diversos diálogos estranhamente hilários e insultos gratuitos, exatamente como têm de ser.

À época, o filme não foi muito bem recebido, pois público e crítica pensaram se tratar de uma banda real, e as avaliações foram de “non-sense” a “mal filmado”, passando por diversos outros adjetivos nada amigáveis.

Mas, anos depois, o mockumentary se tornou um clássico e elevado ao status de cult, responsável pela popularização do gênero cinematográfico.

Parte dos atores que interpretaram a banda realmente sabia tocar seus instrumentos, e tocaram e cantaram na produção.

WAYNE’S WORLD – Quanto Mais Idiota Melhor (1992)

Originado de um quadro “Saturday Night Live”, o filme conta a história de Wayne (Mike Myers) e Garth (Dana Carvey), dois amigos metaleiros que tocam um programa alternativo de TV, de acesso gratuito, no porão da casa dos pais de Wayne.

Após venderem os direitos do programa para Benjamin Oliver (Rob Lowe), eles vão comemorar em uma boate. Lá, Wayne se apaixona por Cassandra Wong (Tia Carrere), mas se encontra novamente com Benjamin, que também quer ficar com a mocinha.

TENACIOUS D IN: PICK OF DESTINY – Tenacinous D: Uma Dupla Infernal (2006)

Mais uma vez, Jack Black. Nesta ópera rock, JB (Jack Black) e KG (Kyle Gass) estão determinados a montar a maior banda de rock do mundo. Para tanto, eles resolvem ir atrás da Palheta do Destino.

A tal palheta teria sido forjada a partir de um fragmento do dente do próprio diabo, e passou pelas mãos de vários guitar heroes, como Eddie Van Halen e Angus Young (AC/DC).

O elenco ainda tem Ronnie James Dio (Rainbow, Black Sabbath), interpretando ele mesmo, e Dave Grohl (Nirvana, Foo Fighters, Queens of the Stone Age) como o próprio Demônio.

ATENÇÃO: O clipe abaixo é uma das cenas finais do filme e contém spoilers.

Alan Taylor será diretor da prequela de Sopranos

Produção é assinada por David Chase, criador da série original.

Quem não gosta de um bom filme de máfia? E, aparentemente, tem mais um a caminho. Mas não qualquer um. The Many Saints of Newark, da New Line Cinema, será uma prequela do aclamado drama da HBO: The Sopranos. E o diretor será Alan Taylor.

Já tendo dirigido nove episódios da série, entre eles o premiado “Kennedy and Heidi”, de 2007, Taylor está muito bem familiarizado com a trama e tem ainda em seu currículo as séries Game of Thrones e Boardwalk Empire.

Ao que tudo indica, a produção, escrita por David Chase, criador de The Sopranos, deve ter como plano de fundo as revoltas raciais de Newark, Nova Jersey, que aconteceram nos anos de 1960, após o espancamento brutal de John Smith, um taxista negro, por policiais brancos.

“David é um majestoso contador de histórias e nós, junto com nossos colegas da HBO, estamos animados que ele tenha decidido revisitar, e aumentar, o universo dos Sopranos em um longa metragem”, disse Toby Emmerich, diretor da New Line.

Em pré-produção, o filme ainda não tem previsão de lançamento no cinema nem nomes para o elenco, mas deve contar a história de Johnny Boy e Livia, pais de Tony Soprano, e seu tio Junior.

Presidente da Marvel promete mais heroínas do que heróis no futuro do estúdio

As heroínas vão dominar cada vez mais o MCU

Kevin Feige anunciou em uma entrevista ao Screen Rant que a Marvel deverá ter, no futuro, mais heroínas do que heróis em seus filmes. Com a estreia de Capitã Marvel e as preparações do filme da Viúva Negra, a Marvel parece estar seguindo por um caminho de maior representatividade feminina.

Feige espera que, com o passar dos anos, as pessoas passem a ver os super-heróis apenas pelas suas ações heroicas e não por serem mulheres ou homens.

“Eu acho que seria incrível ver nossas personagens femininas da mesma forma que vimos os personagens masculinos ao longo dos tempos. A maioria sempre foi de personagens masculinos. Eu acho que estamos chegando a um ponto onde todas essas personagens serão apenas nossos heróis, e não apenas homens ou apenas mulheres. Serão apenas os heróis da Marvel, embora mais da metade será composto por heroínas.”

Após o grande sucesso de Mulher Maravilha (2014) o mito de que filmes de heróis com protagonistas mulheres não dá dinheiro caiu por terra e a Marvel, é claro, não ia ficar para trás. Seja visando um público que não se sentia representado, o feminino, ou realmente buscando uma diversidade maior no seu universo, o futuro do MCU parece bem promissor.

Agora só nos cabe questionar, será que a Marvel também investirá em outros grupos que costumam ser esquecidos pelos filmes de heróis? Esperamos que o filme do Pantera Negra seja, assim como Mulher Maravilha foi, apenas o começo.

Rumor: Obi-Wan pode aparecer em Episódio IX

Um rumor recente publicado pelo jornal The Sun, sugere que Ewan McGregor pode reaparecer como Obi-Wan Kenobi na franquia. O jornal disse ainda que recebeu as informações de uma fonte anônima, leia a seguir:

“Ewan filmará em segredo cenas para o próximo filme Star Wars. A Disney tem enrolado sobre um filme solo de Obi-Wan. Eles tem preocupações em achar a história certa”. 

A história surge no meio de um caos de informações sobre o spin-off derivado do personagem. Porém, tanto o filme derivado como a participação no próximo episódio devem ser considerados como rumor, uma vez que a Disney ou a Lucasfilm não confirmaram tais informações.

Star Wars Episódio IX estreia em dezembro de 2019 e terá direção de J.J. Abrahams, além do retorno de Daisy Ridley (Rey), John Boyega (Finn) e Adam Driver (Kylo Ren) nos papéis centrais.

Jurassic World: O Reino Ameaçado estreia na liderança da bilheteria

Longa estreou bem nos EUA

O mais novo título da franquia dos dinossauros estreou com boa bilheteria nos EUA. Jurassic World: O Reino Ameaçado fez por volta de US$ 150 milhões. Esta é a segunda maior estreia do estúdio responsável, Universal. A primeira posição é ocupada por Jurassic World, que fez US$ 208 milhões.

Na trama, Owen (Chris Pratt) e Claire ( Bryce Dallas Howard) retornam à Ilha Nublar para salvar os dinossauros de um vulcão em erupção e de uma possível nova extinção. Porém, no processo ambos descobrem um esquema ainda maior e que pode colocar todo o planeta em perigo. O longa conta ainda com o retorno de Jeff Goldblum, como Dr. Ian Malcolm.

Lucasfilm nega cancelamento de filmes baseados em personagens solo

Após vários rumores terem circulado pela internet na quarta, 20, a Lucasfilm negou que os filmes “solo” baseados em personagens da saga Star Wars tenham sido cancelados. A princípio, tais cancelamentos teriam ocorrido devido à baixa bilheteria de Solo: Uma História Star Wars.

A companhia garantiu que há produções que continuam em desenvolvimento, provavelmente se referindo à trilogia de Rian Johnson (Os Últimos Jedi). Apesar de nada confirmado ainda, há rumores fortes sobre a criação de um filme solo sobre Obi-Wan Kenobi, e também sobre o caçador de recompensas, Boba Fett.

Vale lembrar ainda que o Episódio IX continua agendado para dezembro de 2019 e concluirá a recente trilogia iniciada por J.J. Abrams.